Vista aérea da Catedral Metropolitana de Londrina

04/04/2017

Vista aérea da Catedral Metropolitana de Londrina

Símbolo de Londrina, uma construção de belíssima arquitetura.

A Catedral Metropolitana de Londrina, também conhecida como Paróquia Sagrado Coração de Jesus, é considerada um dos cartões-postais londrinenses, um marco turístico que representa a cidade. Estabelecida na região central, esse verdadeiro monumento de arte em forma de chalé chama a atenção de quem passa por ele pela sua imponente arquitetura e modernidade.
O impressionante atual prédio da Catedral de Londrina, terceira construção erguida no local para abrigar a igreja matriz da cidade, foi construído voltado para o leste, direção de onde teriam chegado os desbravadores e colonizadores da cidade. Sua estrutura em aço, ferro e alumínio se diferencia completamente dos dois outros prédios construídos anteriormente.
O primeiro prédio da igreja matriz foi construído com base nos desenhos feitos pelo engenheiro Willie Davids. Ele foi erguido em madeira, no ponto mais alto da cidade, e inaugurado em 19 de agosto de 1934. Pouco tempo depois, ele já não comportava mais a grande quantidade crescente de fiéis e, em 13 de fevereiro de 1938, uma comissão determinou que a paróquia deveria ter suas instalações ampliadas e, para isso, passaria por uma reforma. O projeto do segundo prédio, elaborado pelo engenheiro alemão Karl Freckmann, estabelecia a construção de um templo em alvenaria. A conclusão da nova construção foi bastante trabalhosa e acabou sendo paralisada por diversas vezes. Ela só conseguiu ser finalizada em 1943 e inaugurada no dia 24 de outubro daquele ano.
O atual prédio, retratado na fotografia, foi projetado pelos arquitetos paulistas Eduardo Rosso e Yoshimasa Kimachi e a sua reforma foi concluída em 1972.
Em fevereiro de 1967, a Catedral Metropolitana de Londrina recebeu o título de Diocese, e teve como primeiro Bispo Dom Geraldo Fernandes Bijos. Três anos depois, ela foi elevada à categoria de Arquidiocese, tendo ainda como Arcebispo Dom Geraldo Fernandes.
Outras informações históricas e curiosidades sobre a Catedral Metropolitana podem ser encontradas no site: www.catedrallondrina.com.br

Foto: Novembro de 2012.

Voltar para o Blog